Câmara autoriza contratação de empréstimo de R$ 22 milhões

                                                                                                                                 (Foto: Lucion Oliveira)


O prefeito Raimundo Macedo (PMDB) tem muito a comemorar neste final de ano. Além de eleger o presidente da Câmara, conseguiu na última sessão do legislativo a aprovação do pedido de empréstimo de R$ 22 milhões para mudanças nos setores administrativo e tributário da Prefeitura.
A votação foi polêmica, com o relator Tarso Magno (PR) argumentando que a matéria não podia ir à votação porque o relatório estava inconcluso. Para ele, o presidente atropelou o regimento interno e a lei orgânica do município quando não respeitou os prazos contidos nestes dois dispositivos legais. Darlan Lobo, Normando Sóracles, João Borges e Cláudio Luz também criticaram a forma como a presidência estava tratando o assunto.
Na hora da votação, Tarso Magno sugeriu que quem não concordasse com a situação saísse do plenário. Ele foi seguido por Normando Sóracles, João Borges, Darlan Lobo e Cláudio Luz. Rita Monteiro ficou no plenário, mas votou contra o projeto.

Postar um comentário

0 Comentários