artistas prestam homenagem ao mestre
O Mestre Antonio Aniceto
Era, no pife, o primeiro
O maior que já surgiu
Em terras de brasileiro
Brincava com alegria
Tinha o dom da poesia
E encantava no pandeiro
Na roça logo aprendeu
As artes da imitação
Demonstrava bem perfeito
Todo bicho do sertão
Onça, cobra, passarim
Cachorro, gato e sõim 
Sapo, burro e gavião...
Esta tarde de janeiro
É pra nós a mais sofrida
O pifeiro cabaçal
Foi chamado desta vida
Coração pleno de dor
Entoamos com amor
A marcha da despedida
Siga em paz, grande mestre, patrimônio da cultura brasileira!
Cacá Araújo
Professor, poeta e dramaturgo
Crato-CE, em 13 de janeiro do ano 2015

Postar um comentário

0 Comentários