Professores da Urca suspendem greve e aulas serão retomadas dia 19 de janeiro 
Depois de quatro meses de paralisação, os professores da Universidade Regional do Cariri (Urca)  decidiram suspender a greve em assembleia na noite de ontem, no Salão de Atos do Campus Pimenta, em Crato. Os docentes debateram a proposta feita pelo governador Camilo Santana apresentada à categoria na terça-feira (6). De acordo com o Sindicato dos Docentes da Urca (Sindurca), os professores vão manter estado de greve como alerta para o cumprimento das propostas do governo. Os professores decidiram ainda o retorno nas aulas da Urca para o dia 19 de janeiro. O semestre 2014.2 deve ser concluído na primeira semana do mês de maio. 
Na manhã desta quarta-feira os professores Emerson Ribeiro e Carla Brandão participam de uma reunião com a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece) para o fechamento das minutas dos editais de reposição emergencial dos docentes. 
O Governo do Estado apresentou como proposta, caso a greve chegue ao fim, a realização de um concurso emergencial para contratar 62 professores para a Urca. O presidente do Sindurca, Augusto Nobre, considerou o movimento vitorioso porque há quatro meses nem se falava em universidade. Afirmou que o governo atendeu 80% do que pleiteavam os professores. Para Augusto, a greve foi uma desmoralização para o ex-governador Cid Gomes que a todo instante emperrava o processo de negociação e o atual governo foi forçado a dialogar com os professores. “Ele queria acabar com as universidades estaduais”, declarou o presidente referindo-se ao ex-governador Cid. 
A reitora da Urca, Otonite Cortez, participou da assembleia e comemorou a suspensão da greve. Para ela, foi um momento de grande conquista para a Universidade e os professores estão maduros suficientes para entenderem que o prejuízo para os estudantes foi muito grande. Ela afirmou que além do concurso para sessenta e duas vagas este ano serão feitas 26 nomeações de professores que estavam pendentes. “São 88 nomeações que deverão acontecer neste ano para suprir a carência de 119 professores que apresentamos ao governador”, disse a reitora, finalizando que o governador se comprometeu a escalonar para os próximos anos o atendimento do restante da demanda.

Postar um comentário

0 Comentários