Acusado de tentar matar a companheira deve permanecer preso
A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) negou habeas corpus para o vaqueiro Evandro Monteiro da Silva, acusado de tentar matar a companheira, com golpes de faca, no Município de Juazeiro do Norte. O relator da decisão, desembargador Francisco Gomes de Moura, destacou que “restou configurada a existência de motivos que efetivamente autorizam a manutenção da custódia cautelar do paciente [réu]”.O magistrado ressaltou ainda que a prisão preventiva está fundamentada, especialmente considerando a conduta do acusado que “tentou ceifar a vida da sua companheira”.
De acordo com os autos (nº 0000176-15.2015.8.06.0000), na noite de 7 de dezembro de 2014, Evandro agrediu a companheira durante uma discussão na casa deles. A mulher conseguiu sair da residência e tentou fugir, mas foi perseguida pelo agressor, que a golpeou com uma faca. Ela resistiu aos ferimentos e foi levada para um hospital da região.

Após o crime, policiais militares foram acionados e prenderam o réu, que estava na casa da mãe dele. Evandro foi denunciado pelos crimes de violência doméstica, ameaça e tentativa de homicídio qualificado (motivo fútil e mediante recurso que dificulte a defesa da vítima).A decisão foi preferida durante sessão da 2ª Câmara Criminal, realizada no último dia 3. 

Postar um comentário

0 Comentários