Justiça de Jucás acata representação do MPCE e determina internação de adolescente em Juazeiro do Norte
O adolescente de 15 anos de idade que praticou ato infracional análogo aos crimes de homicídio e tentativa de estupro na cidade de Jucás na manhã da última quarta-feira (25), causando a morte de duas mulheres, ficará internado provisoriamente no Centro Socioeducativo José Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, pelo prazo máximo de 45 dias. A decisão da Justiça da Comarca de Jucás atende a uma representação feita pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por intermédio do promotor de Justiça Renato Magalhães de Melo.
      O adolescente confessou a prática infracional contra a idosa Antonieta Pereira Bezerra e a neta dela, Michelly Nascimento Bezerra, tendo narrado o acontecido com detalhes na Delegacia Regional de Iguatu. As duas foram vítimas de golpes de faca que levaram à morte. Diante dos fatos, a Promotoria de Justiça de Jucás ofereceu representação requerendo a internação provisória do adolescente, para que lhe seja imposta a medida socioeducativa que se afigurar, nos termos do art. 108 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

      "Em audiência de apresentação do adolescente na tarde de ontem (26), o requerimento de internação provisória foi deferido pelo Juízo de Jucás, sendo o adolescente encaminhado para Juazeiro do Norte, local onde ficará internado provisoriamente pelo prazo máximo de 45 dias", explica o promotor. A Polícia Civil continua investigando se existe mais alguém envolvido nos fatos. 

Postar um comentário

0 Comentários