Dom Fernando lava e beija os pés de presidiários
Semana Santa é tempo especial de reconhecer na dor do próximo, o sofrimento que Cristo passou na cruz. Dentro desta realidade o bispo Dom Fernando Panico esteve presente hoje, 31, na Penitenciária Industrial Regional do Cariri (PIRC), em Juazeiro do Norte- CE, onde presidiu a celebração da Santa Missa e realizou o ritual do Lava- pés, provocando uma restauração da dignidade de filhos de Deus naqueles que, por algum momento, se sentiram distantes de amor- doação de Cristo pela humanidade.
A PIRC funciona em um cenário de super- lotação e contingente policial reduzido. Com capacidade para acolher 549 internos, hoje ela possui 742, sendo 55% deles presos provisórios, segundo a direção da penitenciária. A acolhida aos internos provisórios se dá devido as limitações existentes na cadeia pública.
Mediante esta situação Dom Fernando falou aos presos da necessidade do arrependimento sincero, e se colocou como pecador para acolher aqueles que erram, mas colocam como meta chegar ao amor de Deus. “Cristo ressuscitou, Jesus venceu a morte e vocês também podem vencer se quiserem buscar uma vida nova. Essa provação que estão passando aqui deve deixar rastro de conversão em suas vidas, para chegarmos a Páscoa. Deixem Jesus continuar sendo vitorioso através de vocês”, disse.
Como ato de serviço o bispo lavou e beijou os pés de doze presos, representando os doze apóstolos, e pediu que através deste gesto eles lembrassem que devem estar sempre disposto a amar o outro, deixando de lado o sentimento de ódio e vingança. “Você são chamados a serem servidores. Ninguém se espante com a sua miséria. Ninguém pode condenar Judas, pois o próprio Jesus nunca deixou de amá-lo”, afirmou.
A ação do bispo provocou um estado de emoção que fez alguns internos chorarem e pedirem para receber o sacramento da confissão, como foi o caso de Israel Carlos Ramalho da Silva, detido há nove anos por homicídio, que na celebração pediu para receber o sacramento da penitencia que há dez anos não recebia. “Me sinto renovado, não tenho nem como explicar. Esse momento nos ajuda a tirar muitas coisas de nossa cabeça. É muito bom estar próximo de Deus”, disse.
O diretor geral do presidio, Dr. Fabio Wagner Bezerra de Lima, definiu esse momento como uma força tarefa para ajudar no processo de recuperação dos presidiários, em especial no resgate dos valores como a família. Já o comandante da PIRC, Mauro Moura, falou que não há nada mais gratificante do que ter a presença do bispo na unidade e de uma forma mais especial ainda por ter lavado os pés dos presidiários, “O lava pés é o que de mais bonito já vi um home fazer, foi a coisa mais bonita que já vi em minha vida. Neste momento tenho certeza que Deus tocou nos corações deles”, falou
Ao final da celebração foram entregues kits de higiene pessoal contendo escova de dente, creme dental, sabonete, shampoo e desodorante. A missa que foi concelebrada pelo Pe. Joaquim Ivo e o Diácono Victor Hugo, contou com a presença de membros da Pastoral Carcerária e religiosas.
Autora: Patrícia Silva

Postar um comentário

0 Comentários