Estudantes da Urca participam de projetos na Europa
Os estudantes da Universidade Regional do Cariri (URCA) aprovados na seleção internacional de bolsas do projeto Euro Brazilian Windows Plus (EBW+) – Erasmus Mundus chegaram hoje à Europa. Ana Carla de Almeida Morais Lacerda, Maria Vilaneide Vieira dos Santos e Maria José Chaves, do Curso de Pedagogia, juntamente com Wesley de Sousa Lima, estudante de Geografia, foram aprovados na seleção internacional de bolsas do projeto Euro Brazilian Windows Plus (EBW+) – Erasmus Mundus. 
Acompanhados do Assessor de Relações Internacionais da URCA, Fábio José Rodrigues da Costa, os alunos foram recebidos na manhã da última segunda-feira (24), pelo Reitor da URCA, José Patrício Pereira Melo, pelo Pró-Reitor de Ensino e Graduação, Francisco Egberto de Melo, pelo Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa, Allysson Pontes Pinheiro, e pela professora do Curso de Pedagogia e Coordenadora do Pibid/URCA, Francisca Clara Oliveira.

No encontro com os alunos foi destacada a relevância do Projeto EBW+ que inaugura novas perspectivas de garantia de mobilidade acadêmica tanto para alunos da URCA quanto para professores e técnicos-administrativos. “Parabenizamos os alunos pelo esforço e dedicação. Desejamos que vocês sejam felizes, que se realizem profissionalmente e aprendam com as culturas diversas da nossa. Agradecemos ainda, ao professor Fábio Rodrigues pelo seu empenho nesse processo de internacionalização da URCA",  destacaram os membros da Administração Superior da URCA.

Com destino às universidades de Portugal e Suécia, os quatro alunos selecionados terão acesso a bolsas que cobrem os gastos de subsistência no país de acolhimento, passagens de ida e volta e seguro de saúde, acidente e viagem, válido durante todo o período de mobilidade na Europa. Segundo o estudante Wesley de Sousa Lima, o processo de seleção foi bem intenso e complexo devido a regras próprias da comunidade Europeia. “Tivemos que passar por várias etapas, inclusive, pelo Comitê de Internacionalização da URCA, para realmente sermos selecionado pelo projeto EBW+. A seleção já se configura como uma experiência única. Por isso, pretendo aproveitar ao máximo, tentar me aprofundar em todos os assuntos que estão sendo trabalhados na geografia e ver todos os aspectos físicos que a Universidade oferece na área de rochas. Além de ter também a vontade pessoal de conhecer outra cultura”, comenta Wesley Lima.
Ascom Urca

Postar um comentário

0 Comentários