SERVIDORES DO INSS EM GREVE NO INTERIOR REALIZAM PROTESTO NESTA QUINTA-FEIRA EM SOBRAL E JUAZEIRO
Servidores do INSS que estão em greve há um mês realizam, na manhã desta quinta-feira (06), protestos pelo Interior do Estado contra a intransigência do Governo Dilma de não negociar a pauta de reivindicações da categoria. 
Em Sobral, o protesto acontece a partir de 9 horas, com concentração na Praça de Cuba, no Centro da cidade. Na ocasião será realizada uma panfletagem junto à população, com esclarecimentos sobre os motivos da greve.
Já em Juazeiro do Norte, o protesto será realizado em frente à sede do INSS do município, localizada na rua Santa Luzia. A concentração está marcada, também, a partir de 9 horas.
Desde ontem que os servidores estão marcando o primeiro mês de greve - que teve início dia 07 de julho - com diversos atos.
Na manhã de ontem uma ação solidária foi realizada em parceria com o Hemoce, no “coração da cidade” (Praça do Ferreira), onde os servidores doaram sangue na unidade móvel de coleta.
Nesta quinta-feira (06), os servidores se concentram na sede do INSS/Centro, localizada na rua Pedro Pereira – 383,  a partir de 9 horas. 
De acordo com o SINPRECE (Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Trabalho e Previdência Social no Estado do Ceará), “acontecerá uma distribuição de água à população, em alusão à sede de justiça que a classe trabalhadora exige do governo”.
Já nesta sexta-feira, os servidores voltam a se manifestar novamente na sede do INSS/Centro, com a distribuição de panfletos com informações para a população sobre os motivos da greve.
INFORMAÇÕES: Desde o último dia 07 de julho os servidores estão em greve por todo o País. No Ceará, mais de 95% dos cerca de 2.500 trabalhadores federais do INSS aderiram ao movimento grevista, segundo informações do SINPRECE (Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Trabalho e Previdência Social no Estado do Ceará). O Estado conta com 87 agências do INSS, distribuídas em três gerências (Fortaleza, Juazeiro do Norte e Sobral).

Assessoria de Comunicação do SINPRECE

Postar um comentário

0 Comentários