Eunício Oliveira: reforma política aprovada pelo Senado faz país avançar

“Se houver confirmação da Câmara dos Deputados, acho que o Brasil deu uma boa avançada”. Assim o líder do PMDB, Eunício Oliveira (CE), resumiu a aprovação pelo Senado do projeto de reforma política que acaba com as doações de empresas a candidatos e partidos. Ele celebrou, sobretudo, o fim dessas doações, de acordo com o texto aprovado pelo Senado, que ainda terá destaques a serem votados, e depois voltará para a Câmara dos Deputados.

— Acabou o financiamento das empresas. Há um apelo da população nesse sentido. Isso é importante do ponto de vista social. A sociedade vinha cobrando isso, principalmente depois dos processos da Lava-Jato — disse o líder.

Ele não crê, contudo, que estejam sanados todos os problemas resultantes da lei eleitoral em vigor no Brasil.

— O Senado deu uma bela caminhada nessa votação, não votou tudo o que precisava, mas acho que valeu a pena. Eu não diria que foi a solução de todos os problemas, até porque ainda existem dispositivos que precisam ser extintos, como o que permite a reeleição de governantes e a janela para que candidatos mudem de partido sem perder o mandato — disse o líder.

Eunício Oliveira também se disse satisfeito com as mudanças nas regras das coligações partidárias e da fusão de partidos. E lamentou que a reforma política não tenha decretado o fim do suplente sem voto, regra que ele considera absurda.


Fonte: Agência Senado

Postar um comentário

0 Comentários