Derrapadas jurídicas agitam caldeirão político do Crato


A segunda-feira foi marcada por mais uma derrapada jurídica cometida pela cúpula do Palácio Alexandre Arraes (Prefeitura) que alterou a composição do Palácio José Valdevino de Brito (Câmara Municipal).
Com o objetivo de acalmar o princípio de rebelião na casa legislativa, o prefeito Ronaldo Gomes de Matos resolveu fazer mais uma alteração no seu secretariado. Trouxe para a Secretaria de Planejamento o vereador Luciano Saraiva (PMDB) enviando para a Câmara o suplente de vereador Robério Nogueira (PTC).
Em princípio uma prática normal na política brasileira, mas o que o prefeito e seus assessores não atentaram foi ao fato do professor Robério ter sido expulso do PC do B e, consequentemente, perdido a condição de suplente da coligação vitoriosa no pleito de 2012.
Ao tomarem ciência da manobra política, os dirigentes comunistas não pensaram duas vezes e oficiaram à Mesa Diretora da Câmara Municipal do impedimento do professor Robério visto que o mesmo não pertence mais à sigla e que cabia a esta indicar o professor Samuel Siebra para a vaga aberta no legislativo.
No começo da tarde, após consulta à sua assessoria jurídica, o presidente do legislativo cratense Pedro Alagoano empossou o Samuel Siebra na vaga deixada pelo peemedebista.
Diante da situação constrangedora criada, imediatamente o chefe do executivo cratense exonerou Luciano Saraiva e realocou o professor Robério Nogueira na pasta do Planejamento.
Resta saber se nesta terça-feira Saraiva retornará ao legislativo para alívio do prefeito, que se livra de um opositor ferrenho, e  decepção dos comunistas que aguardam o primeiro pronunciamento do camarada histórico.


Postar um comentário

2 Comentários

  1. De fato, meu caro. Uma grande demonstração de amadorismo. Obrigado por comentar aqui no blog.

    ResponderExcluir