Vereador não sabia que tinha sido nomeado secretário, diz Jales Veloso


A declaração do vereador Jales Veloso (PMDB) de que a nomeação do vereador Luciano Saraiva (PMDB) para a Secretaria de Planejamento do Município do Crato se deu sem o seu conhecimento provocou risos entre algumas pessoas que se encontravam no auditório do legislativo.
Ao dizer que não estava advogando para o colega, Jales adiantou que Luciano não assinou nenhum documento e criticou o prefeito municipal por “colocar o rapaz secretário sem lhe repassar conhecimentos”. Na conversa, Luciano teria dito que até participaria da sessão de segunda-feira quando ficou sabendo que o seu suplente é que estaria sendo empossado.
Amadeu de Freitas (PT) declarou que uma nomeação não acontece sem comunicação e classificou o ato de arranjo político.
O vereador Bebeto Anastácio (PTN) disse que estava próximo aos dois parlamentares e ouviu também de Luciano, lamentando a confusão feita pelo prefeito. “Ele foi nomeado ao seu arrepio. Não tomou conhecimento. O prefeito de sente o dono do Poder Moderador e se acha acima do bem, do mal e dos poderes constituídos. Ele chacoalhou com a Câmara Municipal”, disparou Bebeto.
O presidente Pedro Alagoano informou que recebeu a portaria com a nomeação de Luciano Saraiva para a Seplan e como houve a vacância tinha que chamar o suplente. “Não estou aqui para agradar ninguém, mas para cumprir o que me foi confiado”, disse Alagoano, revelando que o fato foi constrangedor.
O vereador Situacionista falou sobre o caso. Segundo ele, Luciano ouviu o conselho da família para que continuasse vereador.
Luciano Saraiva esteve na Câmara Municipal rapidamente e não participou da sessão ordinária.

Postar um comentário

0 Comentários