Camilo se reúne com Dilma sobre seca: "Foi muito positivo"

O governador Camilo Santana se reuniu nesta quinta-feira (19) com a presidenta Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, em Brasília, para tratar sobre projetos de combate à seca no estado. Durante o encontro, o Governo Federal anunciou que irá liberar novos financiamentos para obras no Ceará, que serão utilizados para a instalação de dessalinizadores, a construção de adutoras de montagem rápida e a perfuração de poços nas regiões mais afetadas pela estiagem, além do reforço na Operação Carro-Pipa nas zonas urbanas, entre outros projetos.
Os governadores Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), Ricardo Coutinho (Paraíba), Rui Costa (Bahia) e Ezequiel Ferreira (em exercício do Rio Grande do Norte) também participaram do encontro, assim como o secretário de Recursos Hídricos no Ceará, Francisco Teixeira, e os ministros Jaques Wagner (Casa Civil) e Gilberto Occhi (Integração Nacional). 
"Estamos na expectativa de que em 2016 também poderemos enfrentar dificuldades. Antecipando a situação, os Estados vão ter a responsabilidade de, até o final do mês, apresentar para o Governo Federal um plano de trabalho para ações emergenciais. Foi uma reunião muito positiva, muito objetiva por parte da presidenta, destacando a preocupação dela não só com o Ceará, mas com todo o Nordeste e o Semiárido. Enfrentar mais um ano consecutivo de seca vai exigir muita articulação e união de municípios, estados e o Governo Federal", relatou o governador Camilo. 
Ainda na reunião, a presidenta Dilma Rousseff voltou a garantir a conclusão da maior obra hídrica do país para o próximo ano. "O mais importante desse encontro foi o compromisso que a presidenta Dilma reiterou, assim como eu já vinha pedindo desde o início do ano, da conclusão da Transposição do São Francisco, que já está com as obras muito adiantadas. A perspectiva é de que em agosto do ano que vem as águas cheguem a Jati (Região do Cariri), o que vai garantir um melhor abastecimento do Castanhão e automaticamente a distribuição dessa água em boa parte do estado, inclusive Fortaleza e Região Metropolitana. Essa é a grande segurança para o Ceará em relação ao abastecimento de água, principalmente em 2017", explicou Camilo.
Assessoria de Imprensa

Postar um comentário

0 Comentários