Cariri recebe programação do Palco Giratório

De 7 a 10 de novembro, o Sesc apresenta, como parte da programação do projeto Palco Giratório, oficina e espetáculos culturais de grupos do Maranhão,  Roraima e Bahia. As atividades acontecem nos municípios de Juazeiro do Norte, Crato, Araripe e Nova Olinda.
Abrindo a programação, no sábado (7), o espetáculo “Exu – A boca do universo” é encenado no Teatro Violeta Arraes, na Fundação Casa Grande, em Nova Olinda. A peça narra momentos onde o orixá, que rege a comunicação e a liberdade no candomblé, se mostra diferente do que normalmente se prega na cultura ocidental. O espetáculo foi desenvolvido pelo Núcleo Afro brasileiro de Teatro de Alagoinhas, da Bahia. A classificação indicativa é de 18 anos.
No dia 8, o espetáculo “Exu – A boca do universo” é também apresentado no Teatro Sesc Patativa do Assaré, em Juazeiro do Norte, às 19h. A entrada é 1kg de alimento não perecível. Já no Teatro Sesc Adalberto Vamozi, no Crato, acontece a peça “Boi de piranha”, do grupo Boi de Piranha de Artes, de Roraima. A história fala sobre a construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, que ficou conhecida como a “Ferrovia do diabo”, e a batalha da borracha no norte do Brasil. O enredo é baseado em dados históricos e é desenvolvido sob uma perspectiva afetiva das narrativas. A classificação indicativa para o espetáculo é de 14 anos.
Na segunda (9), a peça “Boi de piranha” pode ser conferida no Teatro Sesc Patativa do Assaré, às 19h. A entrada é 1kg de alimento não perecível, e a classificação é de 14 anos. Dando continuidade à programação, no mesmo dia, às 18h, acontece a apresentação do espetáculo “Divino”, do Núcleo Atmosfera, do Maranhão. A proposta da peça é mostrar como a cultura popular maranhense se desenvolveu em um baú de linguagens artísticas. A apresentação sai em cortejo da Praça Siqueira Campos em direção à Praça da Sé. Classificação: livre.
Encerrando a programação, no dia 10, a peça “Boi de piranha” é apresentada no Cine Teatro Miguel Arraes, no município de Araripe, às 19h. O acesso é gratuito, com classificação indicativa de 14 anos.
Ainda como parte do Palco Giratório de novembro no Cariri, o grupo Núcleo Atmosfera, ministra a oficina “Corpo Emaranhado”. O objetivo é propor aos participantes experiências com matrizes de danças populares maranhenses. As vagas são limitadas, com inscrições gratuitas.
Sobre o Palco Giratório
Idealizado pelo Departamento Nacional do Sesc, o projeto Palco Giratório se consolida no cenário cultural, levando uma grande variedade de gêneros e linguagens artísticas para um público diversificado de mais de 3 milhões de pessoas. 
Mais do que entretenimento, essa iniciativa tem como objetivo não só a troca de experiências e vivências entre os artistas, mas também a difusão de montagens regionais pelo País afora, além de criar oportunidades de inserção de artistas, produtores e técnicos no mercado de trabalho.
O Palco Giratório traz companhias de teatro, dança e animação de todo o Brasil com o objetivo de democratizar o acesso às artes cênicas e fomentar a formação de plateia, promovendo um grande intercâmbio cultural.
Assessoria do Sesc

Postar um comentário

0 Comentários