Presidente esquece pauta-bomba e aguarda investigações do MP e da Polícia

A imprensa caririense marcou presença na sessão dessa segunda-feira da Câmara Municipal do Crato. O alvoroço deveu-se ao fato do presidente da casa, Pedro Alagoano, ter prometido uma pauta-bomba na sessão ordinária. Seria uma série de denúncias contra o executivo municipal. Tudo não passou do comezinho – falta disso, falta daquilo, providências devem ser tomadas e bate-boca entre gente da oposição e da situação. O presidente alegou ter sido orientado por advogados e pela polícia para ficar na dele enquanto ocorrem as investigações no Ministério Público e Polícia Civil.
Há oito dias foi declarada uma “guerra” entre Pedro Alagoano e o prefeito Ronaldo Gomes de Matos por conta das denúncias de distribuição à população de medicamentos com data de validade vencida no posto de saúde da Bela Vista. No dia da denúncia, o prefeito negou o fato, classificou de armação para atrapalhar a sua gestão e ainda fez queixa na Polícia Federal.
A ida do prefeito à polícia provocou uma série de depoimentos de servidores da pasta da Saúde na Delegacia de Polícia Civil. Também surgiu um vídeo nas redes sociais no qual o presidente aparece entregando algo a uma suposta servidora que horas antes teria prestado depoimento na polícia.
O caso dos medicamentos com data de validade vencida prossegue nesta quarta-feira com a realização de uma sessão extraordinária do legislativo ocasião em que serão ouvidos servidores do posto de saúde e o farmacêutico contratado pela Secretaria de Saúde.
É bom lembrar que o prefeito não tem mais maioria na casa e a sua bancada precisa melhorar os argumentos para combater os mais afoitos, além de persuadir os dissidentes a voltarem para a situação. Caso isso não aconteça, o prefeito terá dias complicados pela frente. 


Postar um comentário

0 Comentários