Eleições - semana promete muita movimentação

Eleições
O advogado Fernando Santana, assessor especial do Palácio da Abolição, está deixando o cargo. Ele será candidato a prefeito de Barbalha (Região do Cariri) pelo PT. Já teria ganho o aval do governador Camilo Santana (PT). (Blog do Eliomar)
Eleições 1
O ex-prefeito Samuel Araripe, PSDB, reúne cerca de 14 partidos nesta terça-feira em sua residência na cidade do Crato. Na pauta, as novidades eleitorais para aqueles que querem sair candidatos em outubro deste ano.
Eleições 2
O prefeito do Crato, Ronaldo Gomes de Matos, deve ter uma baixa considerável no seu secretariado. Pelo menos três titulares se articulam para a disputa eleitoral no mês de outubro. Ronaldo Bacurau (Educação), Kaká Queiroz (Esporte) e Antonio de Mano (Serviços Públicos). Mudança de secretários não é novidade na atual gestão cratense. Nestes mais de três anos, a dança de cadeiras ultrapassou a marca de trinta.
Tradição
Neste final de semana, o Cariri esteve em festa. Dezenas de bonecos foram para o alto na Malhação de Judas realizada em diversos municípios caririenses. O mais antigo deles ocorreu no final da tarde de ontem na cidade do Crato. O sítio foi montado nas proximidades da Prefeitura Municipal.
Manifesto
Os bancários do Ceará estão divulgando manifesto contra o golpe e em favor da democracia no País. A categoria é mais uma que se junta a várias outras que difundem a necessidade de se evitar a ruptura. 
Último lance
A presidente Dilma Rousseff deve fazer, nesta segunda-feira, uma derradeira tentativa de conter o desembarque do PMDB, previsto para o dia seguinte. Ela pediu que ministros do partido cancelassem a agenda e viagens para recebê-los pela manhã. Os próprios governistas, no entanto, dizem que a margem de manobra que têm se estreitou muito depois que até diretórios antes firmes no apoio a Dilma, como o do Rio, aderiram à debandada. (Coluna Radar, da Veja Online)
Lista dos especiais

O juiz federal Sérgio Moro deve enviar hoje (28) ao Supremo Tribunal Federal (STF) a lista de pagamentos que teriam sido feitos a cerca de 200 políticos, apreendida em uma busca da Polícia Federal na casa de Benedicto Barbosa da Silva Júnior, um dos executivos da Odebrecht, durante a 23ª fase da Operação Lava Jato, conhecida como Acarajé, deflagrada no mês passado. A lista envolve pagamentos a pessoas com foro por prerrogativa de função, como deputados e senadores, e, portanto, deve ser remetida ao Supremo, instância responsável por esses processos.

Postar um comentário

0 Comentários