Raios da Chapada

Fogo na água
Com um calhamaço de papel nas mãos, o ex-vereador Edson Villar deve comparecer ao legislativo cratense para reafirmar denúncias contra a administração da SAAEC. Ele entregou farta documentação ao MP e concedeu entrevistas à emissoras locais sobre o que considera "dilapidação do patrimônio público. O tema promete aquecer o caldeirão político cratense.

Dois novos cursos
Parabéns ao município de Lavras da Mangabeira pela conquista do Campus da UFCA. Nele serão instalados os cursos de Agronomia e Medicina Veterinária. A Universidade Federal do Cariri passará a contar com dois cursos de Agronomia: um no Crato e o outro em Lavras da Mangabeira que, desde o ano passado, por lei, pertence ao Cariri juntamente com Várzea Alegre.

Mudança do parque
Ele gosta de polêmica. Ontem, o deputado estadual Ivo Gomes (PDT) recebeu o título de cidadão cratense. Não perdeu a oportunidade e disse ser favorável à transferência do Parque de Exposição para outra área do município. Os contrários protestaram. Ivo seguiu para Sobral onde trata de acordos para disputar a prefeitura daquele município.

Encosta quer luz
Moradores e frequentadores da área da encosta do Seminário reclamam que alguns postes estão com as lâmpadas queimadas. Cobram a reposição do setor de iluminação e presença de guardas municipais no local que tem sido frequentado por centenas de pessoas que praticam atividades físicas diariamente.

Estudantes ocupam
Duas escolas da rede estadual na cidade do Crato foram ocupadas pelos estudantes. Eles apoiam os professores e querem aumento na quota destinada à merenda escolar, dentre outras reivindicações. Agora, no Cariri, são seis escolas ocupadas. Quatro em Juazeiro do Norte e duas no Crato.

Fim da ocupação
Hoje tem sessão na Câmara Municipal de Juazeiro do Norte. Servidores que ocupavam o Palácio Floro Bartolomeu entraram em acordo e decidiram desocupar a casa que lhes pertence. Uma das conquistas foi a anulação da sessão que restringia direitos na área previdenciária. As outras terão que ser debatidas.

Folgaram porque quiseram
A ocupação da Câmara Municipal pelos servidores municipais de Juazeiro do Norte proporcionou alguns dias de folga aos vereadores. Todavia, se eles estivessem realmente interessados em trabalhar teria feito as sessões noutro local, afinal de contas o regimento da casa abriga a espécie sessão itinerante.

Maranhão foi e voltou.

Isso mesmo! Conforme o jornal Folha de São Paulo, o presidente da Câmara Federal, Waldir Maranhão, PP, voltou atrás e revogou decisão que tomara pela manhã de anular sessão que autorizou impeachment de Dilma Roussef, PT. Sentiu pressão de todos os lados, inclusive, o de ver o nome do filho envolvido em atitudes nada republicanas. O médico mora e trabalha em São Paulo, porém tem contrato com o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão. Diante das críticas e de revelações sobre sua vida e seus atos, o ex-reitor antes de meia noite revogou o ato praticado na manhã de ontem.

Postar um comentário

0 Comentários