Procissão com cerca de 40 mil fiéis encerra festa de Nossa Senhora da Penha, em Crato

Com grande procissão pelas ruas centrais da cidade do Crato, termina nesta quinta-feira, dia 1º de setembro, a festa da padroeira do Município, Nossa Senhora da Penha. Aberta no último dia 20, com grande carreata, os festejos têm mobilizado milhares de pessoas em louvor à santa. A previsão é que mais de 40 mil devotos, segundo a Igreja, estejam nas ruas para o cortejo, que começa às 16 horas, após a celebração da missa, que acontece no altar instalado de frente à Sé Catedral. O carro-andor, ornamentado especialmente para o grande dia, segue com a imagem aos cânticos de adoração à ‘Mãe da Penha”.
Trajeto do Cortejo
O dia da procissão conta com uma programação a partir das 6 horas, com alvorada festiva e celebrações. A procissão segue da matriz da Sé, pelas Ruas Dom Quintino, Rui Barbosa, Av. José Alves de Figueiredo, Cel. Luiz Teixeira, Nelson Alencar, Duque de Caxias, Senador Pompeu, Bárbara de Alencar, Rua Dr. João Pessoa, Miguel Lima Verde e Praça da Sé.
A paróquia está completando 248 anos, além de 271 anos da chegada da imagem principal de Nossa Senhora da Penha, em Crato, trazida pelos capuchinhos, em 1745. A festa tem como tema ‘Salve Rainha, Mãe de Misericórdia’. A cada noite, desde a abertura, foram realizadas orações nas comunidades e realizados noitários, até a programação de ontem.
A festa de Nossa Senhora da Penha também contou com a parte social, e realização de Bingão beneficente. Hoje acontece ação entre amigos, após a procissão de encerramento. As premiações do bingo serão uma TV de 32 polegadas; um smartphone Samsung Galaxy J7 e uma moto Honda CG 125 Fan – 2016; e da ação entre amigos, uma geladeira, uma central de ar, R$ 1 mi e R$ 2 mil.
 Devoção de mais de 300 anos

 A devoção a Nossa Senhora da Penha começou a partir do momento em que os frades capuchinhos chegaram ao Cariri, no período da colonização, há mais de 300 anos.  A primeira imagem veio para o Crato da Basílica de Nossa Senhora da Penha, em Olinda-PE, e ainda existe preservada na paróquia.
(Engenho de Notícias)

Postar um comentário

0 Comentários