Cariri discute mais uma vez a violência contra a mulher

Nesta quarta-feira o problema da violência contra a mulher dominou a agenda de debates da região do Cariri. Com o tema “Sou mulher, não aceito violência”, o município de Barbalha (Região do Cariri) foi sede, durante a manhã desta quarta-feira (26), no Cineteatro, do encontro regional que discutirá políticas de enfrentamento à violência doméstica.

O evento fez parte das atividades da Campanha de Prevenção e Combate à Violência Contra as Mulheres Cearenses, promovida pela Associação para o Desenvolvimento dos Municípios do Estado do Ceará (APDMCE), em parceira com Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Mulher do Estado, a Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece) e prefeituras municipais.
Municípios da Região do Cariri foram convidados para discutir, entre outros assuntos, a construção de uma agenda municipal de proteção à mulher e de uma rede de atendimento à mulher vítima de violência doméstica. Roberta Coelho Maia Alves, titular da Promotoria do Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; Manuela Prexedes, Presidente da Comissão da ordem dos Advogados – OAB Mulher; Marcelha Pinheiro de Melo, assessora técnica da APDMCE; e Camila da Silva Silveira, coordenadora especial de Políticas Públicas para Mulher do Estado do Ceará são as palestrantes do Encontro.
A Região do Cariri é considerada a mais violenta do estado em relação à mulher. Conforme dados apresentados pela Central de Atendimento à Mulher do Cariri, pelo menos 230 mulheres foram mortas em municípios da região nos últimos dez anos. 


Postar um comentário

0 Comentários