Começa IX Congresso Brasileiro de Crustáceos, em Crato

Com a presença de cientistas, pesquisadores e estudantes, foi aberto na noite deste domingo, no Cetro de Convenções do Cariri, em Crato, o IX Congresso Brasileiro de Crustáceos, que acontece até o próximo dia 11 de novembro no local. O congresso tem como tema principal “Biodiversidade de Crustacea: Evolução e os Desafios da Conservação”. A palestra de abertura foi proferida pelo cientista Rodney Feldmann, sobre os Recentes Avanços em Paleobiologia dos Decapodas.
Participam do congresso integrantes de países latino-americanos, Estados Unidos, Europa e vários estados do Brasil. O Cariri tem se destacado nessa área, principalmente com as descobertas inéditas da região de novas espécies, com a mais recente o caranguejo ‘Kingsleya attenboroughi’, e os paleocrustáceos encontrados na área da Bacia do Araripe.
O evento está sendo realizado na região, por meio da Universidade Regional do Cariri (URCA), Governo do Estado, e instituições apoiadoras como a Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade Paulista, Geopark Araripe e outras instituições.
O congresso contou em sua abertura com o presidente da Sociedade Brasileira de Carcinologia, Sérgio Rocha, que destacou a trajetória do evento, iniciado como simpósio. Em mais uma edição, ele ressaltou a consolidação como congresso que acontece a cada dois anos, sendo essa a segunda vez, em seis anos, no Nordeste, mostrando a força, a vivacidade e o potencial da região, para o estudo dos crustáceos. Ele enfatizou a presença importante de pesquisadores brasileiros e de outros países, como convidados e participantes. 
O presidente da sociedade ressaltou a dedicação dos organizadores locais, com a presidência do Professor doutor da URCA, Allysson Pontes Pinheiro, Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa da Instituição. O objetivo é promover a atualização dos carcinólogos, com debates e importantes palestras, além de anúncios de novas descobertas na área.            
Para Sérgio Rocha, o momento é muito adverso para a pesquisa no Brasil. “Os problemas econômicos que assolam o nosso País desde 2014, trouxeram uma redução expressiva dos investimentos brasileiros em pesquisa e educação, tanto de graduação como de pós-graduação. Mesmo assim, estamos aqui, em mais uma prova e perseverança de dedicação dos pesquisadores brasileiros, professores e estudantes, para com o ofício de geração do conhecimento científico”, disse. 
Pela primeira vez este ano, o congresso este ano não contou com aporte de instituições de fomento da ciência  no Brasil, como o a Capes e o CNPq. “Dessa vez tivemos a bênção e ajuda do Padre Cícero”, afirma. Próximo dia 9, será realizada assembleia geral da associação, com a participação dos sócios. Sérgio Rocha ainda convidou os participantes, a aproveitar as belezas naturais, gastronômicas e a cultura local, por parte dos congressistas, e citou versos da poetisa integrante da Academia de Cordelistas do Crato, Francisca Cardoso de Oliveira, que cita os encantos da região.
O Reitor Patrício Melo, destacou trabalho de pesquisadores e a importância da região no contexto das pesquisas, com descoberta recente, e o rico material para estudo existente na Bacia do Araripe, com grande diversidade de fósseis. Além disso, ressaltou as estratégias de desenvolvimento regional, ao citar o trabalho desenvolvido por meio do Geopark Araripe. De acordo com o Reitor, o Cariri é uma região diferenciada, com importantes áreas de conservação, demonstrando a importância do patrimônio local. Ele aproveitou o momento, e convidou os participantes para conhecerem a região, em área de geossítios, como o Horto do Padre Cicero, a Fundação Casa Grande, em Nova Olinda, e o Museu de Paleontologia, em Santana do Cariri.

 O presidente do congresso, Allysson Pinheiro, lembrou da magnitude do evento, como maior carcinologia da América do Sul e salientou os desafios para os estudos, com as reduções de recursos para o desenvolvimento pesquisas. Para ele, esse é um momento de reflexão. Além disso, ressaltou o apoio da URCA, destacando que o entendimento da Universidade para a realização do congresso, foram fundamentais para que estivesse ocorrendo nesse momento.  Ainda estiveram presentes durante a abertura pró-reitores, servidores da URCA e convidados.
Urca - Núcleo de Comunicação

Postar um comentário

0 Comentários