quarta-feira, 7 de junho de 2017

Investigação
O Ministério Público deverá conceder entrevista nos próximos dias sobre a investigação que faz na Câmara Municipal do Crato. No último dia dois de junho, o promotor de justiça Clayton Bantin ouviu o presidente Florisval Coriolano (PRTB) sobre as denúncias na sua administração. Florisval já presidiu aquela casa noutras oportunidades e chegou a ficar inelegível. Passou quatro anos fora do parlamento, porém conseguiu emplacar a esposa. No ano passado teve a sua candidatura registrada e voltou ao parlamento. Experiente, não foi difícil costurar uma aliança para se eleger presidente do Legislativo.

Reforma
Enquanto os holofotes estavam virados para o TSE, na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE), os senadores aprovavam a reforma trabalhista. O placar foi de 14 a 11. Dentre os que votaram contra está o senador Renan Calheiros. Aliviado, o empresário e presidente do Senado, Eunício Oliveira, destacou que as reformas não são do governo, mas do estado brasileiro.  Outro que comemorou foi o também empresário e senador Tasso Jereissati.

Paliativos
A Exposição do Crato está chegando. Como acontece todos os anos, sempre que antecede a festa, a prefeitura dá uma “penteada” na cidade. As vias de acesso ao parque estão sendo recuperadas e as faixas de sinalização “acesas”. São os paliativos de uma cidade cujos gestores pecam no quesito bem administrar a coisa pública.

Carência
Alguns postos de saúde do Crato continuam sem realizar atendimento médico. A descontinuidade administrativa neste setor prioritário e preocupante. O Posto de Saúde da Vila Alta é um deles que falta profissional. A população daquela localidade cobra uma ação imediata do gestor público para a resolução do problema.

Descaso
O bairro Vila Novo Horizonte recebeu nos últimos dias operários da limpeza pública. O pessoal fez a capinação das ruas, o corte de mato nalguns terrenos, porém a onda de muriçoca continua naquela comunidade que carece de segurança, rede de esgoto e de vias com melhor acessibilidade.


0 comentários:

Postar um comentário