A explosão do Pocast

MP decide arquivar pedido cassação de Gabriel Figueirêdo na promotoria

Reprodução

O promotor de justiça da cidade de Crato, Cleyton Bantim da Cruz, orientou em documento datado do dia 02 de agosto de 2021, pelo indeferimento e arquivamento do pedido de cassação do vereador Gabriel Figueirêdo na Promotoria do Crato. A informação é da assessoria do parlamentar, acrescentando que a orientação do órgão é fundamental para nortear as decisões dos vereadores, com laudos e decisões embasados na Lei.

Em nota, a defesa acredita que os vereadores levem em consideração essa posição do Ministério Público e votem não pela cassação do parlamentar. Embora ressalte  que os vereadores já ignoraram outra orientação jurídica, a da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Ceará a qual destaca “que os vereadores não teriam sequer competência para o julgar, neste caso específico”.

A nota diz ainda que “a promotoria de justiça decidiu o que nós já havíamos dito em outras oportunidades: não existiu improbidade administrativa ou crime cometido pelo vereador Gabriel Figueirêdo”.

Por fim, lembra que “Tudo isso reforça mais ainda a tese do Gabriel Figueirêdo de que o único vereador de oposição da princesa do Cariri está sendo alvo de perseguição política”.

Hoje pela manhã serão ouvidas testemunhas do processo de cassação e, por conta disso, o prédio da Câmara Municipal do Crato estará fechado. Em comunicado nas redes sociais, a presidência da casa informou que o “prédio da Câmara Municipal estará fechado para expediente interno de oitivas de processo”.

A defesa do advogado Gabriel Figueirêdo, solicitou à OAB Crato e ao Ministério Público do Crato que enviem um representante para acompanhar a o depoimento das testemunhas.




 

Postar um comentário

0 Comentários