A explosão do Pocast

Presidente do TJCE ressalta a importância do acolhimento e da ressocialização durante visita ao Juizado da Mulher em Juazeiro do Norte


 Durante passagem pela Comarca de Juazeiro do Norte nesta sexta-feira (17/09), a presidente do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, visitou as instalações do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher. Na ocasião, a magistrada lembrou que esse tem sido um tema de destaque na sua gestão desde o início e reafirmou o compromisso com a causa.

“Esse Juizado tem uma simbologia muito grande para a atual gestão. No meu discurso de posse, eu já abri espaço para esse assunto, de que ele teria meu olhar especial. Nós estamos em uma região do Cariri em que é conhecido o alto índice de feminicídio. Me entristece muito cada vez que vejo uma manchete de que uma mulher foi vítima desse tipo de crime. Para que isso mude, precisamos trabalhar a parte preventiva, para que essa mulher tenha, neste espaço, um local em que se sinta à vontade e protegida para relatar qualquer tipo de violência que ela esteja a sofrer”, ressaltou.

Durante reunião com integrantes do sistema de Justiça referente ao tema, a presidente ouviu demandas e comentou sobre os desafios que o combate à violência contra a mulher ainda enfrenta. Além das vítimas, a desembargadora mencionou a importância de se trabalhar a ressocialização para evitar a reincidência e até mesmo novos casos. “A gente precisa também começar a trabalhar o agressor e, principalmente, aquele que hoje cumpriu uma pena, que está no regime semiaberto. Nós temos que resgatar essa história para que essa pessoa que no passado cometeu um crime hoje possa dar seu depoimento, que pode muitas vezes servir para aquele que hoje tem alguma intenção de cometer um crime.” 

PRODUTIVIDADE
Acompanhado da chefe do Judiciário cearense, o titular da unidade, juiz José Acelino Jácome Carvalho, destacou a importância da visita da magistrada ao Juizado da Mulher. “A gente vê que a desembargadora é muito sensível às causas da mulher e certamente só essa visita já nos diz da boa vontade que ela tem em prol da mulher, até porque ela já vem trazendo benefícios aqui no nosso Juizado, como a melhoria do nosso ambiente de trabalho”, observou.

A presidente ainda disse que as mulheres, hoje, “têm um espaço bem maior e neste Juizado eu vejo um exemplo disso. É nosso dever dar toda assistência a essas pessoas, principalmente àquelas cujos lares foram destruídos por conta de uma tragédia.”

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Ceará

Postar um comentário

0 Comentários