Delegação da África faz visita técnica ao Geopark Araripe
Uma delegação da Tanzânia, na África, foi recepcionada na última semana, no Geopark Araripe, para realizar uma incursão pelo Cariri, no intuito de conhecer o projeto - com o reconhecimento internacional da Unesco -, e o processo de gestão que vem sendo desenvolvido desde a sua criação. A delegação africana, dentro de uma ação de compartilhamento de experiência, contou com a apresentação do Geopark pela equipe gestora.  O Vice-reitor da Universidade Regional do Cariri (URCA), Professor Patrício Melo, fez a apresentação inicial do projeto, a partir da criação, em 2006, na sede administrativa do Geopark, e as conquistas efetuadas ao longo dos anos.
Além disso, o coordenador executivo, Professor Idalécio Freitas, ressaltou questões técnicas relacionadas ao território e as principais peculiaridade que fazem dessa área delimitada em seis municípios da Região do Cariri, especial para a manutenção de um projeto desse porte e as principais ações desencadeadas nos últimos anos, além das perspectivas.
O conceito do Geopark, a forma como são interligadas as heranças geológicas, incluindo também questões culturais, a relação do espaço com as comunidades locais e o desenvolvimento sustentável, entre outros aspectos, foram explicitados durante os dias de convivência dos africanos com o espaço do G.A.. Geossítios e equipamentos importantes relacionados na área do Geopark, como a Fundação Casa Grande, em Nova Olinda, e o Museu de Paleontologia, em Santana do Cariri, foram apresentados à delegação, por guias do Geopark e técnicos, além dos coordenadores do projeto.
Em dezembro de 2014, a equipe do Geopark recebeu visitantes do  Dabieshan National Geopark - China. A delegação chinesa foi representada por Liao Baoan, Secretário Geral do Governo de Huanggang; Liu Jingsong, Diretor e Administrador de Terra da cidade de Huanggang; Gao Zhifeng, Diretor do escritório de Administração do Geopark Dabieshan National Geopark; Li Jiangfeng, Diretor da Escola de Administração Pública da Universidade de Geociência; e o intérprete do grupo, Ricardo Xie Ye.
Os chineses visitaram os geossítios Ponte de Pedra, Pedra Cariri, Pontal de Santa Cruz e a Fundação Casa Grande. A visita também se estendeu à Mina Conceição Branca, em Nova Olinda, ao Museu de Paleontologia, em Santana do Cariri, e ao Parceiro do G.A., o Iu-á Hotel, para conhecer o espaço "Geopark" do estabelecimento e o mais novo e único transporte personalizado destinado aos turistas: o Doblossauro.
Os encontros têm representado não apenas uma visita técnica dessas delegações na região do Cariri, mas um estreitamento do diálogo entre o Brasil, China e África, com projeção futura de grande relevância para os estudos multidisciplinares que envolvam esses países. Atualmente existem 111 Geoparks no mundo.                  

Postar um comentário

0 Comentários