Imprensa do Ceará perde Edilmar Norões

Aos 80 anos de idade, faleceu nesta terça-feira (20), o jornalista barbalhense Edilmar Norões. Ele estava internado no Hospital São Mateus desde o domingo (18), após sofrer uma queda em sua residência e ter duas paradas cardíacas. Edilmar sofria de insuficiência do coração já há alguns anos. "Ele nos deixou às 8h29min, após ter mais três paradas cardíacas, sendo ressuscitado por duas vezes, na terceira não resistiu", lamenta seu filho Paulo César Norões.
Edilmar Norões nasceu no dia 11 de agosto de 1935, em Barbalha. Começou a carreira como radialista na Rádio Araripe do Crato. Em janeiro de 1957, ingressou na Rádio Verdes Mares. Em dezembro do mesmo ano teve participação no antigo jornal Tribundo Ceará, onde assinou uma coluna social e, logo depois, uma coluna política. Em 31 de janeiro de 1970, ajudou na implantação da TV Verdes Mares e ainda exerceu a função de diretor de programação da Rádio FM Verdes Mares. Após a inauguração do jornal Diário do Nordeste, também foi responsável por uma coluna política de sucesso.
Presidiu por vários mandatos, a presidência da Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acert) e atualmente participou do conselho da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert). Foi membro também da Academia Cearense de Literatura e Jornalismo e presidente do Sindicato das Empresas de Jornais e Revistas do Estado do Ceará (Sindatel), onde em março deste ano foi reeleito para mais um mandato até 2018. A entidade foi fundada em 2003.
Tinha formação em Direito e Jornalismo, deixa a esposa Lucila Maria Studart Coelho, com quem teve seis filhos, oito netos e dois bisnetos.

Com informações do Diário do Nordeste
Foto: Blog do Roberto Moreira

Postar um comentário

0 Comentários