Canal do Rio Granjeiro desprezado pela administração municipal

Há uma preocupação no País inteiro com relação ao crescimento dos casos de dengue, zica vírus e a febre chikungunya. Uma força tarefa foi iniciada no vizinho estado de Pernambuco com o Exército indo às ruas da capital pernambucana para conscientizar à população bem como acabar com os focos dos mosquitos transmissores destas doenças, principalmente após a confirmação do Ministério da Saúde da relação do zica com a microcefalia e a investigação de uma possível relação com a síndrome de Guillain-Barré.
Enquanto isso, na cidade do Crato, o descaso com a saúde pública persiste. As fotos são do canal do rio Granjeiro nas proximidades da Prefeitura Municipal do Crato. Mato, lixo e lama tomam conta do maior esgoto a céu aberto do interior do Ceará. O leito do rio se transforma no habitat natural para ratos, baratas, insetos e mosquitos transmissores das mais variadas doenças sem se falar no mau cheiro que incomoda a população residente às margens do canal.

A população cratense apela para que o prefeito Ronaldo Gomes de Matos (PSC) volte a ter o mesmo cuidado com o canal como fez no início de sua gestão realizando limpeza completa do leito do rio, evitando, desta forma, o surgimento de doenças e o transbordamento do canal que muitos prejuízos já causaram aos comerciantes e moradores da cidade. Abaixo, foto da assessoria de imprensa em que o prefeito acompanha a limpeza do canal em janeiro de 2013.
Fotos 1 e 2: Francisco Macedo (Lili)

Postar um comentário

0 Comentários